Para o melhor aproveitamento do áudio, ouça através de ambos os fones de ouvido.

LETARGIA - RADIODRAMA / DURAÇÃO: 25 minutos / PRODUTO I

O “Letargia” é uma peça radiofônica originada de um trabalho acadêmico do curso de jornalismo da Universidade do Sagrado Coração, para a disciplina de Redação de Jornalismo Radiofônico, sob orientação da professora Daniela Pereira Bochembuzo, que traz como temática o suicídio.

É o primeiro e principal produto do “Projeto Letargia”. Um projeto de grande significância e carinho para os membros da equipe, já que a morte voluntária tem sido um dos maiores problemas de saúde pública a atingir jovens, e precisa ser discutido.

São, de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS, 2014), 800 mil mortes, por ano, às causadas pelo suicídio entre jovens de 15 a 29 anos. A segunda entre as causas tratáveis e/ou evitáveis que mais mata pessoas dessa faixa-etária no mundo. E que atinge, segundo a Agenda Estratégica de Prevenção ao Suicídio do Ministério da Saúde (2017), em média, 11 mil brasileiros.

O objetivo, tanto do produto quanto de todo o projeto, é promover uma reflexão social e discutir o crescimento da taxa de mortalidade por morte voluntária no Brasil. Demonstrando através da trama ficcional e mais humanizada, que os sintomas psicológicos podem ser silenciosos, sem um perfil isolado que identifique quem são os indivíduos propensos a tirar a própria vida.

 

Além de discutir a questão das pressões exercidas por instituições sociais, que contribuem para o desencadeamento de fatores de risco e levam a problemas como ansiedade, depressão e, consequentemente, ao suicídio. Em especial, as pressões exercidas nos ambientes acadêmicos de ensino superior, que são, atualmente, apontados como os maiores responsáveis pelos transtornos psicológicos adquiridos pelos universitários.

A ideia é alertar, principalmente os jovens e seus familiares, assim como toda a população, sobre a situação e os riscos que ela apresenta. Além de conscientizá-los da gravidade inerente à temática, e necessidade de um tratamento mais sério na abordagem do assunto.

Na narrativa, protagonista Marcelo é levado a refletir quando se encontra com Sonho e Morte, duas entidades desconhecidas que, em seu estado letárgico, o convidam a presenciar fragmentos dos dias que antecedem sua morte, e entender sobre os motivos e acontecimentos que o levaram a cometer suicídio.

A partir disso a trama avança por diversificados aspectos da vida de Marcelo,  expondo seus conflitos pessoais, gatilhos emocionais e transtornos mentais. Isso, através de uma mesclagem de cenas no tempo passado e presente, e uma trilha sonora composta por letras que complementam, de alguma forma, a história.

Uma playlist que vocês podem inclusive encontrar no Spotify, para escutarem enquanto acompanham a jornada de Marcelo.

“...uma das coisas que aprendi é que se deve viver apesar de. Apesar de, se deve comer. Apesar de, se deve amar. Apesar de, se deve morrer. Inclusive muitas vezes é o próprio apesar de que nos empurra para a frente. Foi o apesar de que me deu uma angústia que insatisfeita foi a criadora de minha própria vida.”  

 

In: LISPECTOR, Clarice. Uma aprendizagem ou o livro dos prazeres. Rio de Janeiro: Rocco, 1998.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now